Museus Vaticanos

Selecione as datas para conferir as atividades disponíveis

As 5 maiores atrações dos Museus Vaticanos

Se você está em Roma, não deixe de visitar os famosos Museus Vaticanos. Ao longo dos séculos, os papas acumularam um acervo impressionante de obras de arte. Existem inúmeras obras para serem vistas, mas não perca esses 5 destaques que selecionamos.

  • A Capela Sistina

    1. A Capela Sistina

    A Capela Sistina já faz valer a visita aos Museus Vaticanos. Pintados pelos maiores artistas do Renascimento, seus famosos afrescos são sublimes.

  • Salas de Rafael

    2. Salas de Rafael

    As quatro deslumbrantes Salas de Rafael constituem a parte pública dos apartamentos do papa. Os magníficos afrescos de Rafael que decoram as paredes são tão exuberantes quanto os afrescos da Capela Sistina.

  • O Torso Belvedere

    3. O Torso Belvedere

    Esta incrível escultura de um torso masculino foi uma grande influência para os artistas do Renascimento, como Michelangelo (compare com a postura semelhante de Cristo no painel do Juízo Final da Capela Sistina).

  • São Jerônimo no Deserto, de Leonardo da Vinci

    4. São Jerônimo no Deserto, de Leonardo da Vinci

    Apesar de inacabada, esta bela pintura é mais uma demonstração gloriosa da habilidade de Leonardo da Vinci. Por incrível que pareça, ela já foi cortada e usada para cobrir o assento de um barbeiro.

  • Sala da Rotunda

    5. Sala da Rotunda

    Obra-prima da arquitetura neoclássica, esta sala majestosa tem a forma de panteão em miniatura, com mosaicos exuberantes cobrindo o chão e estátuas antigas revestindo as paredes.

Organize sua visita

  • Melhor época do ano para visitar

    Embora os Museus Vaticanos sejam extremamente populares entre os turistas durante todo o ano, se você quiser uma visita mais calma, o melhor é visitá-lo durante a baixa temporada, de novembro a fevereiro.

  • Economize

    No último domingo de cada mês, a entrada dos Museus Vaticanos é gratuita das 9h às 12h30. Esta é uma ótima maneira de economizar, mas atenção: estes dias também são os mais populares. Se você quiser evitar as grandes multidões, é melhor escolher um dia comum.

  • Escolha o momento certo do dia

    A bilheteria abre às 9h. Se você deseja conferir a maior quantidade de salas e obras possíveis, chegue cedo, pois os Museus Vaticanos são enormes (mais de 14 km!) e uma longa fila pode começar a se formar na entrada mesmo antes da abertura. No entanto, se você estiver mais interessado em evitar as filas, chegue em torno das 13h. A maioria dos visitantes está indo almoçar neste horário e, muitas vezes, é possível entrar rápido sem esperas.

  • Não vá muito tarde

    Mesmo se você pretende evitar as filas, não chegue tarde demais. A bilheteria fecha às 16h e os Museus Vaticanos, às 18h. Se você quiser visitar a Capela Sistina, chegue aos Museus no máximo até as 15h.

Informações Úteis

  • Quando visitar?
    365 dias por ano!
  • Quanto custa?
    Gratuito se visto por fora. O valor dos ingressos pode variar.
  • É necessário guia?
    Não é obrigatório, mas altamente recomendável.
  • Como chegar
    Táxi, ônibus, metrô, bonde ou a pé de Roma. Confira instruções mais detalhadas aqui .
  • Mais dicas

    • Não é permitida a entrada de bolsas de grande porte nos Museus, não traga muita coisa.

    • Geralmente não há ar condicionado nos Museus, portanto vista-se adequadamente e traga uma garrafa d'água.

Museus Vaticanos: Avaliações de outros visitantes

Avaliação geral

4.4 / 5

Com base em 101 065 avaliações

Um local encantador e mágico, com séculos de histórias que mudaram o rumo do mundo! Muito bom! Pena não haver visitas em português, uma falha incompreensível, tendo em conta que o português é uma das línguas mais faladas do mundo. Para que se perceba, este grupo tinha 15 pessoas que falavam português e apenas 5 falavam espanhol. Esta visita com guia em português mereceria nota 5!

O guia, Luis, era brasileiro e entendia muito de história, religião e arte. O passeio foi uma experiência muito rica com base em toda informação que ele ia nos passando, muito melhor que visitar os museus por conta própria.

local de encontro muito bom, banheiros, pessoal prestativo, guia Claudia excelente nota 1000, adorei, minha família também. estão de parabéns

A Guia Mercedes foi ótima, tem carisma e conhece muito. O tempo dentro do total é curto, mas recomendo pelo conhecimento da guia

Ótima experiência, lugar muito bonito. Mas lá podemos ver o quanto a igreja católica é rica e usa o ouro para ostentação.